Sindrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAOS)


É caracterizada por um relaxamento excessivo da musculatura da garganta ocasionando obstrução total ou parcial das vias aéreas.

Apnea

Sintomas


  • Sonolência excessiva
  • Falta de concentração
  • Perda de memória
  • Irritabilidade
  • Ansiedade
  • Ganho de peso
  • Aumento do risco de doenças cardiovasculares
  • Hipertensão

Sinais de alerta para a SAOS:


A lista a seguir mostra os fatores comuns e sinais de alerta para o desenvolvimento da SAOS. Discuta esses aspectos com o seu médico caso algum desses ítens descreva seu estado de saúde atual e a qualidade de seu sono:

  • Você está com sobrepeso, com índice de massa corporal elevado;
  • Você é uma mulher com pescoço de tamanho de 40 cm ou maior;
  • Você tem pressão alta;
  • Você é uma mulher na menopausa ou na pós-menopausa;
  • Você ronca alto e freqüentemente;
  • Você para de respirar durante o sono;
  • Você normalmente sente cansaço, mesmo depois de uma noite de sono;
  • Você dorme quando dirige ou em períodos de inatividade durante o dia;
  • Você tem um membro da família que tem apnéia do sono. (IMC) de 25 ou maior;
  • Você é um homem com pescoço de tamanho de 43 cm ou maior;

Tratamentos


Aparelho intra-oral


Conhecidos como repositores mandibulares , conseguem auxiliar nos casos considerados leves ou moderados. São usados como coadjuvantes no tratamento do ronco e apnéia ou quando os demais tratamentos convencionais não apresentam bons resultados. Os posicionadores mandibulares trabalham pelo avanço mandibular, afastando e tencionado os tecidos da garganta e aumentando a tonacidade da musculatura da região. Desse modo, impedem que os tecidos da orofaringe colapsem, causando a apnéia. Os aparelhos também devem estabilizar a mandíbula impedindo que ela “caia” durante à noite, o que faz com que a língua se posicione posteriormente, invadindo o espaço aéreo.

CPAP


O Aparelho de pressão positiva contínua nas vias aéreas é considerado padrão ouro de tratamento na síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono. É um dispositivo que mantem um fluxo de ar contínuo nas vias aéreas através de uma máscara nasal ou oronasal e que mantem essa via aérea aberta, evitando que se colapsem durante a noite. Ele é um método eficaz e geralmente bem tolerado, quando o paciente possui orientação de um profissional capacitado, sendo o principal fator para a melhor adesão ao tratamento. Um paciente bem adaptado relata uma melhora significativa na qualidade de vida a curto prazo.